Retroceder

Como controlar a sua tensão arterial

Atualização: Dezembro de 2018

Medição pela própria pessoa

Há duas circunstâncias nas quais pode medir a sua tensão arterial em casa: a pedido do seu médico ou porque toma a iniciativa de controlar a tensão por si próprio(a). Se estiver a tomar algum medicamento ou a fazer mudanças no seu estilo de vida para baixar a tensão arterial, pode ser útil definir objetivos e fazer um registo da evolução. De facto, os pacientes que monitorizam a própria tensão arterial têm mais probabilidades de êxito.

E, se for uma das pessoas cuja tensão arterial sobe assim que entra num consultório médico ou numa sala de espera de hospital (uma condição que pode ser apelidada de “hipertensão devida às batas brancas"), medir em casa proporciona uma imagem mais realista das condições mais descontraídas do dia a dia.

Como funciona o monitor de tensão arterial?

A tensão arterial é medida com um esfigmomanómetro, um monitor da tensão arterial. É composto por uma braçadeira insuflável que é colocada a envolver o braço, mais ou menos ao nível do coração, e por um dispositivo de monitorização que mede a pressão da braçadeira.

O monitor mede duas pressões: a sistólica e a diastólica. A pressão sistólica é mais alta e ocorre quando o coração bate e bombeia o sangue através das artérias. A pressão diastólica é medida com o coração em repouso e se enche de sangue. Assim, por exemplo, a tensão arterial pode ser de 120 de máxima e 80 de mínima.

Os monitores da tensão arterial podem ser manuais ou digitais, mas normalmente os monitores para uso doméstico são digitais e todo o processo de medição é automático, à exceção da colocação da braçadeira no braço.

A braçadeira enche-se de ar até apertar no braço, cortando a circulação sanguínea e, em seguida, a válvula abre-se para esvaziar a braçadeira. Quando a braçadeira atinge a pressão sistólica, o sangue começa a circular pelas artérias. Isto cria uma vibração que é detetada pelo medidor, que regista a pressão sistólica. Num esfigmomanómetro analógico tradicional, os sons do sangue são detetados pelo médico que usa um estetoscópio.

À medida que a braçadeira continua a esvaziar, atinge a pressão diastólica e a vibração para. O medidor deteta essa situação e regista de novo a pressão.

Como medir a tensão arterial?

Realizar as medições da tensão arterial exige cuidado e preparação, mas rapidamente passam a ser um hábito rotineiro. Há vários pontos a ter em atenção:

  • Descontraia. Não consuma cafeína nem pratique exercício físico nos trinta minutos que antecedem a medição e mantenha-se em repouso durante alguns minutos. Sente-se direito, numa posição confortável, com os pés bem assentes no chão e as costas apoiadas.
  • Posicione o braço corretamente. Pouse-o numa superfície plana, com o antebraço ao nível do coração.
  • Posicione a braçadeira corretamente, com a extremidade inferior logo acima do cotovelo.

O manual de instruções do dispositivo também fornece instruções claras.

Em que altura se deve medir a tensão arterial?

Se utilizar um monitor de tensão arterial a conselho médico, deve ser este a indicar-lhe quando deve fazer a medição. Contudo, regra geral, deve fazer as medições à mesma hora do dia, de forma a que a comparação seja em condições semelhantes.

Faça várias medições de cada vez, separadas por alguns minutos, e calcule a média para que os valores sejam mais representativos. E, se o seu monitor de tensão arterial não armazenar as medições, anote-as num papel para ficar com uma ideia da tendência a longo prazo.


Referências:

Bupa (2018). High blood pressure. Consultado em www.bupa.co.uk/health-information/heart-blood-circulation/high-blood-pressure-hypertension

American Heart Association (2017). Monitoring your blood pressure at home. Consultado em www.heart.org/en/health-topics/high-blood-pressure/understanding-blood-pressure-readings/monitoring-your-blood-pressure-at-home