Retroceder

O que é a tensão arterial alta?

Atualização: Dezembro de 2018

O que é a tensão arterial alta?

A tensão arterial alta é uma condição comum na qual a força do sangue contra as paredes arteriais é demasiado alta. Antes de ficarmos a saber mais acerca desta condição, vamos começar com a explicação básica do que é a tensão arterial em si mesma.

A tensão arterial é a pressão exercida pelo sangue nas paredes das artérias e é medida em milímetros de mercúrio, mmHg. É composta por dois números, como por exemplo 130/80, “130 de máxima e 80 de mínima".

O primeiro número é a pressão sistólica, a pressão mais alta que o sangue atinge quando o coração bate e o bombeia por todo o corpo. O segundo, a pressão diastólica, é o limite mais baixo que atinge quando o coração se enche de sangue entre batimentos.

A tensão arterial alta é o mesmo que hipertensão?

A tensão arterial ajuda a transportar o sangue pelo corpo, pelo que é preciso haver tensão arterial para estar vivo  mas ter uma tensão arterial demasiado alta não é desejável. A tensão arterial alta, também denominada hipertensão, impõe um esforço ao coração e aos vasos sanguíneos, e torna a pessoa mais suscetível a ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais.

De modo geral, considera-se tensão arterial alta qualquer valor acima de 140/90 mmHg, quando medida em consultório médico. Se medir a tensão arterial no conforto de sua casa, onde há maior probabilidade de estar descontraído(a), o limite é ligeiramente inferior, nos 135/85 mmHg.

Se a tensão arterial estiver entre 120/80 e 140/90 mmHg, a pessoa pode estar em risco de desenvolver hipertensão no futuro, se não tomar medidas para a controlar com a ajuda do médico.

Uma medição de tensão arterial acima de 180/120 mmHg é perigosamente alta. Os médicos consideram esta situação uma crise hipertensiva, que requer tratamento imediato.

Quais são os sintomas da tensão arterial alta?

Um dos problemas da tensão arterial alta é que, muitas vezes, não tem sintomas; é uma doença silenciosa e não uma que a pessoa possa sentir quando acorda de manhã.

Na verdade, a maioria das pessoas com esta condição não sabe que a tem: estima-se que, apenas no Reino Unido, sete milhões de pessoas têm tensão arterial alta não diagnosticada. Na maioria dos casos, só é identificada com as medições - e, no entanto, trata-se de uma condição potencialmente perigosa.

Apesar de ser uma condição que não apresenta sintomas, a tensão arterial alta pode ser a causa subjacente dos seguintes problemas:

  • Dores de cabeça
  • Falta de ar
  • Tonturas
  • Dores no peito
  • Problemas de visão
  • Sangue na urina
  • Palpitações do coração
  • Hemorragias nasais
  • Dores de estômago
  • Febre

Se sentir algum destes sintomas com regularidade, deverá consultar o seu médico de família.

Como é diagnosticada a tensão arterial alta?

A tensão arterial de uma pessoa está constantemente a flutuar. Poderá subir e descer a diferentes horas do dia, e como resultado de fatores tais como a idade, a condição física geral, o stress, o exercício físico e os medicamentos tomados. Uma medição alta só por si não deve causar muita preocupação, mas é um bom motivo para começar a monitorizar.

A tensão arterial deve ser medida a horas diferentes e sempre após ter repousado pelo menos cinco minutos. Um diagnóstico de hipertensão requer habitualmente pelo menos três medições altas e só pode ser realizado pelo médico.

O que causa a tensão arterial alta?

Em cerca de cinco por cento dos casos, a tensão arterial alta pode ser resultado de outras condições, tais como doença renal, complicações da diabetes, perturbações hormonais e apneia do sono. Também pode ocorrer durante a gravidez. Em todas estas circunstâncias, é conhecida como hipertensão secundária.

Nos restantes 95 por cento, porém, a tensão arterial alta não tem uma causa óbvia. Neste caso, é referida como hipertensão primária ou essencial, e está muitas vezes associada a fatores genéticos, juntamente com dieta incorreta, falta de exercício, tabagismo e/ou obesidade.

Como é tratada a tensão arterial alta?

Há três formas principais de reduzir uma tensão arterial alta: dieta, exercício e medicação.

Vamos começar pelas duas primeiras. Explicamos o que pode fazer para baixar a sua tensão arterial com dieta e exercício.

As mudanças no estilo de vida podem fazer baixar a tensão arterial e também reduzir o risco de hipertensão em primeiro lugar. Deve falar com o seu médico e elaborar um plano para mudança do estilo de vida. As recomendações podem incluir as seguintes medidas:

  • Perder peso, em especial na cintura.
  • Fazer mais exercício físico. Isto não significa necessariamente passar um tempo exagerado no ginásio todos os dias: pode apenas ser podar a sebe do jardim, passear o cão ou andar de bicicleta alguns quilómetros.
  • Comer melhor. Cortar no sal, no açúcar e na gordura saturada. Ingerir mais frutas e vegetais. Comer mais peixes gordos, tais como sardinhas e cavala, que são ricos em ácidos gordos ómega 3. Aumentar a ingestão de cálcio e potássio através de produtos lácteos com baixo teor de matérias gordas e frutos secos.
  • Ter cuidado com a ingestão de álcool. Não é preciso cortar completamente, mas considere não beber álcool por exemplo dois dias na semana.
  • Evitar situações de muito stress. Tente reconhecer as situações de muito stress e evitá-las se possível.

Que medicamentos estão disponíveis?

O seu médico dispõe de várias opções disponíveis para o tratamento ideal. Estas opções dependem da sua idade, situação pessoal e historial de medicamentos, das possíveis causas da hipertensão e, como é evidente, de até que ponto está a tensão arterial alta.

Como se deve medir a tensão arterial?

A monitorização da tensão arterial em casa é um processo rápido, fácil e barato. Se lhe tiver sido diagnosticada tensão arterial alta, é uma forma valiosa de ajudar o médico a avaliar se o tratamento está a resultar. E, se estiver saudável, vai ajudá-lo a continuar a estar assim - apesar de, como é evidente, não ser um substituto de check-ups regulares realizados por um profissional de cuidados de saúde.


Referências:

Bupa (2018). High blood pressure. Consultado em www.bupa.co.uk/health-information/heart-blood-circulation/high-blood-pressure-hypertension

National Health Service (2016). High blood pressure. Consultado em www.nhs.uk/conditions/high-blood-pressure-hypertension

Blood Pressure Association (2008). What is high blood pressure? Consultado em www.bloodpressureuk.org/BloodPressureandyou/Thebasics/Whatishigh

WebMD (2018). Symptoms of high blood pressure. Consultado em www.webmd.com/hypertension-high-blood-pressure/guide/hypertension-symptoms-high-blood-pressure