Retroceder

Dores de costas: tipos, causas e tratamento

Atualização: Dezembro de 2018

Chamamos-lhe a “doença do século" pois, a acreditar nos estudos, nada menos que 80% da população vai sofrer de dores de costas em algum momento da sua vida. A expressão “dores de costas" abrange um sem-número de problemas, tais como lombalgia, lombalgia crónica, ciática e hérnia discal, que têm todos algo em comum: a dor localizada na coluna vertebral. As dores de costas têm, por isso, diversas causas.

Tipos de dores de costas

As dores de costas podem ser classificadas em três grupos. Se a dor estiver localizada na parte superior das costas ou nos ossos do pescoço (coluna cervical), é conhecida em termos médicos por cervicalgia. Se a dor estiver localizada na parte inferior das costas, junto das vértebras lombares, é conhecida por lombalgia. Por fim, se a dor estiver localizada na parte intermédia das costas, junto das vértebras dorsais, é conhecida por dor dorsal.

A cervicalgia (dor no pescoço) é a dor sentida na coluna cervical e que geralmente passa ao fim de uns dias, estando muitas vezes associada a uma postura incorreta ou ao stress.

A lombalgia é a dor sentida na parte inferior das costas e pode impedir até mesmo os movimentos mais pequenos. É maioritariamente causada por movimentos bruscos ou prolongados, ou por ficar muito tempo na mesma posição. É o tipo de dor de costas mais comum.

A dor dorsal ou da parte intermédia das costas, que é o enfoque específico deste artigo, é a dor sentida entre a parte intermédia das costas e a base do pescoço, junto das vértebras dorsais. A coluna dorsal, que atua como estrutura de suporte da caixa torácica, é composta por vértebras que são menos móveis do que as outras, e qualquer problema nesta área pode causar dor e/ou sensação de rigidez e limitação de movimentos.

Também podem ser classificados dois outros tipos muito comuns de dores:

Hérnia de disco: ocorre nos discos intervertebrais localizados entre as vértebras, que proporcionam à coluna vertebral a sua flexibilidade e atuam como amortecedores. Se a parte interior macia do disco começar a sair, pode pressionar os nervos ou a espinal medula. A esta situação denomina-se hérnia discal. Afeta geralmente as vértebras lombares, das quais dependemos em grande medida para a nossa vida diária.

Ciática: Quando uma hérnia discal pressiona o nervo ciático, a dor pode propagar-se por toda a perna abaixo, designando-se como dor ciática.

Causas da dor dorsal ou da parte intermédia das costas

A dor dorsal pode ter várias causas. Na maioria das vezes, resulta de quedas, de movimentos bruscos ou por ficar muito tempo na mesma posição. Regra geral, a dor dorsal começa de forma gradual. As causas podem ser classificadas da seguinte forma:

  • Mecânicas: ao ficar muito tempo na mesma posição
  • Traumáticas: na sequência de um acidente, queda ou embate forte
  • Reumatológicas: especialmente a partir dos 60 anos de idade
  • Degenerativas: problemas relacionados com o envelhecimento ou com um estilo de vida sedentário (com pouca ou nenhuma atividade física)
  • Fisiológicas: gravidez, menstruação e menopausa podem causar dores dorsais
  • Por fim, o stress e a ansiedade podem causar dores em virtude da tensão nos músculos das costas

Contudo, as dores dorsais podem também ser sinal de problemas cardiovasculares (coração ou vasos sanguíneos), problemas pulmonares ou com outros órgãos, ou condições como uma escoliose. Por isso, é importante consultar um médico se sentir dores de costas durante muito tempo.

Tratar as dores dorsais: tratamentos e prevenção

Tratar as dores de costas

Se a dor de costas não for específica, o tratamento passa por tomar anti-inflamatórios e fazer exercícios para aumentar a força e flexibilidade muscular. Noutros casos, a dor de costas deve ser tratada de acordo com a respetiva causa. Por exemplo, se a dor estiver ligada a um problema musculoesquelético, deve considerar-se o recurso à osteopatia, fisioterapia ou massagem. Se a dor estiver relacionada com o stress, alguns exercícios simples de respiração ou relaxamento podem ajudar a aliviar o stress. Se a dor persistir e se tornar crónica, o médico pode receitar analgésicos ou, em alguns casos, injeções. Em casos raros, poderá ser necessária uma intervenção cirúrgica.

Existem também outras soluções para reduzir as dores de costas sem recurso a medicamentos. A gama de dispositivos para o alívio da dor da OMRON ajudam a aliviar as dores nos músculos e articulações através do uso da tecnologia de neuroestimulação elétrica transcutânea (TENS - Transcutaneous Electrical Nerve Stimulation). O OMRON HeatTens pode até oferecer uma combinação de calor com tratamento TENS numa só unidade.

Prevenção das dores de costas: estilo de vida saudável e exercícios físicos

Se a dor de costas for benigna, algumas alterações simples ao estilo de vida e exercícios físicos podem preveni-la e aliviá-la.

É essencial evitar períodos longos de inatividade e manter um nível mínimo de exercício físico. Por exemplo, a natação é especialmente recomendada para as costas, mas atividades como ioga ou pilates, que fortalecem o tronco e fomentam os alongamentos, são também muito boas. O fortalecimento dos músculos das costas é de extrema importância para proteger contra as dores de costas. Insista em exercícios que fortaleçam a parte superior das costas, como flexões, e melhore a flexibilidade da sua coluna vertebral com exercícios que impliquem fazer alongamentos como um gato.

De igual modo, é importante manter uma boa postura no dia a dia. Sempre que precisar de levantar algo do chão, dobre os joelhos e mantenha as costas direitas. No trabalho, mantenha sempre uma postura adequada e não se esqueça de se mexer com regularidade.


Referências:

Corinou, M. (2013). Back pain: where does it come from? Consultado em www.passeportsante.net/fr/Maux/Problemes/Fiche.aspx?doc=mal-de-dos

Balagué, F. & Genevay, S. (2013). My back hurts / I have sciatica. Consultado em www.planetesante.ch/Symptomes/J-ai-mal-au-dos-j-ai-une-sciatique

Balagué, F. & Genevay, S. (2011). Common lower back pain (acute, subacute, chronic). Consultado em www.planetesante.ch/Maladies/Lombalgies-communes-aigues-subaigues-chroniques

Catalan-Massé, S. (2018). Back pain: what self-medication to relieve it? Consultado em www.doctissimo.fr/html/sante/mag_2000/mag1006/dossier/sa_2570_chacun_traitement.htm